domingo, 1 de janeiro de 2012


Prepara-te… para te encontrares com o teu Deus
(Amós 4:12).

SEM RODEIOS, SEM DESCULPAS

“Prepara-te!” Deus não usa de rodeios. Ele não precisa ser politicamente correto. Jamais necessita voltar atrás do que disse. Essa ordem, “prepara-te”, não tem como ser mal-interpretada. E, portanto, ninguém pode arranjar uma desculpa.
Deus Se apresenta a nós com fatos. Um dia eu e você estaremos diante dEle. Nossas opiniões e conceitos acerca disso não interessarão, pois uma coisa é certa: ninguém pode ignorar Deus. O que faremos quando O encontrarmos? Para isso também temos uma resposta bem clara: “Deus há de julgar os segredos dos homens” (Romanos 2:16).
Pensar em Deus como Juiz é desagradável. Um “Deus de amor”, que concorda ou desculpa tudo o que fazemos, é bem mais conveniente. Mas um Deus onisciente, que pesa e julga cada uma de nossas ações, palavras e pensamentos, e ainda condena todos os que rejeitam Sua oferta de salvação na Pessoa de Seu Filho – o que sentir e pensar sobre Ele?
Deus não é injusto. Ele não permite que afundemos na perdição eterna sem aviso. É por essa razão que Ele deixou registrada em Sua Palavra a ordem de nos prepararmos.
Jesus Cristo morreu na cruz. Ali suportou a ira de Deus em relação aos pecados de todos os que abandonam o caminho da independência e crêem nEle. A pessoa que O aceita pela fé não precisa mais ter medo de Deus como Juiz, pois recebeu a vida eterna e a promessa de João 5:24: “Na verdade, na verdade vos digo que quem ouve a minha palavra, e crê naquele que me enviou, tem a vida eterna, e não entrará em condenação, mas passou da morte para a vida”.