segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Quero Trabalhar em Paz



Olá a todos, gostaria de compartilhar com vocês algo que aconteceu comigo espero que gostem normalmente não tenho o habito de escrever sempre procuro textos em outros blogs ou em sites mais nunca escrevo, então  resolvi escrever ou tentar expor minha ideias aqui espero que gostem desta minha nova fase tudo pra exaltar o nome do Senhor e ajudar pessoas a descobrirem o prazer de servir a DEUS, e ver a verdade e as bençãos que o Senhor tem para vocês.   
Eu estava trabalhando no meu horário noturno, no hotel. Sempre que o movimento esta fraco eu faço uma oração, e leio a biblia, quando alguém chega paro e atendo, quando não tem nimguem, novamente volto a ler. Era mais uma noite de trabalho eu estava no balcão abaixei a cabeça para fazer uma oração, quando de repente um hospede chega passa silenciosamente e diz: muito bem, muito bem, está fazendo isso certo, eu um pouco meio sem jeito dei aquela risadinha meio de lado, como quem diz desculpa pela distração, mais voltei a trabalhar normalmente quando ele foi fazer o seu check-out ele disse que era caminhoneiro e que rodava as estradas do Brasil todo, logo a pós disse: tenho algo para você, vi você lendo a bíblia e espero que goste do que tenho sempre levo comigo para todos os lugares por onde vou, ele me deu um papel pequeno enrolado meio velho com uma oração que dizia o seguinte:

Oração para Purificar o Ambiente 
Muito obrigado DEUS, por este local de convívio 
Deus ilumine, oriente e proteja a todos aqueles 
que aqui entrarem. DEUS, muito obrigado pela  
sua segurança e proteção. 
Cada centímetro de área desta empresa abençoada, 
DEUS se manifesta purificando-a em definitivo. 
Muito Obrigado DEUS. 
Aqueles que vierem com maus pensamentos ao cruzarem 
esta porta abençoada, DEUS pai purifica as mentes tornando-as 
nossas melhores amigos. 
DEUS zele e proteja este local sagrado de convívio, fazendo 
com os meus colegas, parentes, amigos vizinhos, fornecedores 
e cliente tenha a satisfação de estar conosco e de partilhar nossa 
amizade. 
Muito Obrigado ! 


Foi algo magico aquele oração, caiu como uma luva! Logo depois peguei um papel escrevi e colei no mural e todos leram. E algo tão simples, mas como ajuda e abençoa nosso trabalho e a nos mesmos. 
Pois então irmãos, dei Graça pelo seu trabalho, mesmo tendo um chefe difícil, parceiro de trabalho que são injustos tambem dei graça, e Deus transformara seu ambiente de trabalho num verdadeiro ambiente de prazer e alegria pois assim diz a bíblia  


E tudo quanto fizerdes, fazei-o de coração, como ao Senhor, e não aos homens,  
Colossenses 3:23 


Que Deus abençoe seu trabalho, que Deus possa transformar em um trabalho prazeroso, e que o Pai esteja sempre com vocês nos momentos difíceis e felizes, fiquem na paz do Senhor !

Autor: Marcio R Silva

Perdão: o melhor remédio para a alma



Marcos 11;24-25 “24 Por isso vos digo que todas as coisas que pedirdes, orando, crede receber, e tê-las-eis.
25 E, quando estiverdes orando, perdoai, se tendes alguma coisa contra alguém, para que vosso Pai, que está nos céus, vos perdoe as vossas ofensas.
26 Mas, se vós não perdoardes, também vosso Pai, que está nos céus, vos não perdoará as vossas ofensas.
2 cor.2;10 E a quem perdoardes alguma coisa, também eu; porque, o que eu também perdoei, se é que tenho perdoado, por amor de vós o fiz na presença de Cristo; para que não sejamos vencidos por Satanás;
11 Porque não ignoramos os seus ardis.
Paulo fala que o perdão não deixa Satanás tirar vantagens sobre nós.
A fim de que Satanás não tire proveito sobre nós porque não devemos ignorar as suas intenções.
Quando é que Satanás tira proveito sobre nós?
Quando não perdoamos alguém que nos feriu.
- Há muitas pessoas entupidas de mágoa e atormentadas pela culpa.
- Há muitas pessoas prisioneira do ódio e vitima da amargura.
- O Perdão é o único remédio que pode nos trazer cura.
- O Perdão é a faxina da mente, a cura das emoções.
A única maneira de você tirar a sua alma do cárcere e perdoando e recebendo perdão.
Falar de perdão é mais fácil que perdoar.
O perdoa não é fácil é obrigatório e necessário.
Bíblia diz que quem não perdoa a sua alma é entregue aos atormentadores, aos torturadores de alma.
Quem não perdoa não pode orar.
Quem não perdoa não pode adorar.
O perdão deve ser completo e imediato e para sempre.

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

Os Prazeres da Vida


Os Prazeres da Vida

Norbert Lieth
Conforme estimativas da Central Alemã de Combate às Dependências, existem 9,3 milhões de dependentes do álcool na Alemanha. Outras cinco a seis milhões de pessoas sofrem com o vício de algum membro de sua família. Os custos das terapias para alcoólatras chegam a 1,7 bilhões de marcos por ano (Idea Spektrum 5/2000).
A Bíblia fala de Noé, que plantou a primeira vinha: "Bebendo do vinho, embriagou-se e se pôs nu dentro de sua tenda" (Gn 9.21). Uma das duas filhas de Ló, que haviam sido salvas de Sodoma e Gomorra juntamente com seu pai, sugeriu à irmã: "Vem, façamo-lo beber vinho, deitemo-nos com ele e conservemos a descendência de nosso pai" (Gn 19.32). Provavelmente o consumo excessivo de álcool também foi o que levou os filhos de Arão a oferecer fogo estranho ao Senhor, o que causou sua morte. A Bíblia diz sobre esse acontecimento: "Nadabe e Abiú, filhos de Arão, tomaram cada um o seu incensário, e puseram neles fogo, e sobre este, incenso, e trouxeram fogo estranho perante a face do Senhor, o que lhes não ordenara. Então, saiu fogo de diante do Senhor e os consumiu; e morreram perante o Senhor... Falou também o Senhor a Arão, dizendo: Vinho ou bebida forte tu e teus filhos não bebereis quando entrardes na tenda da congregação, para que não morrais; estatuto perpétuo será isso entre as vossas gerações" (Lv 10.1-2,8-9). O primeiro marido de Abigail era um terrível déspota e beberrão. Lemos o que aconteceu com ele pouco antes de sua morte:"Voltou Abigail a Nabal. Eis que ele fazia em sua casa um banquete, como banquete de rei; o seu coração estava alegre, e ele, já mui embriagado, pelo que não lhe referiu ela coisa alguma, nem pouco nem muito, até ao amanhecer" (1 Sm 25.36).
Oséias 7.5 fala da sedução do álcool: "No dia da festa do nosso rei, os príncipes se tornaram doentes com o excitamento do vinho, e ele deu a mão aos escarnecedores". Coisa semelhante deve ter acontecido com o rei Herodes no dia de seu aniversário. Ele deixou-se seduzir: "Ora, tendo chegado o dia natalício de Herodes, dançou a filha de Herodias diante de todos e agradou a Herodes" (Mt 14.6). Isso levou ao assassinato de João Batista (vv. 7-11).
Oséias 4.11 alerta: "A sensualidade, o vinho e o mosto tiram o entendimento". A Bíblia também diz: "Mais alegria me puseste no coração do que a alegria deles, quando lhes há fartura de cereal e de vinho" (Sl 4.7). Na Edição Corrigida e Revisada lemos:"Puseste alegria no meu coração, mais do que no tempo em que se lhes multiplicaram o trigo e o vinho". E em Lucas 21.34 o Senhor alerta em relação aos tempos do fim: "Acautelai-vos por vós mesmos, para que nunca vos suceda que o vosso coração fique sobrecarregado com as conseqüências da orgia, da embriaguez e das preocupações deste mundo, e para que aquele dia não venha sobre vós repentinamente, como um laço."
Conforme o especialista Dr. Jörg Splett, o vício é uma característica tipicamente humana: há um "desejo de desejar" na busca dos prazeres. As pessoas têm consciência de seus limites, mas não os respeitam. Ao invés disso, vivem dominadas pelo medo de não aproveitar tudo o que a vida pode oferecer. Splett vê na fé cristã uma resposta a esse anseio: "Só podemos aceitar nossa finitude quando estamos certos da existência de um Criador, que planejou a finitude mas cujo amor é sem limites".
Esse amor sem limites foi comprovado por Deus ao enviar Seu Filho a este mundo: "Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna" (Jo 3.16). Essa vida dada por Jesus satisfaz plenamente todos os anseios, pois Ele disse: "...eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância" (Jo 10.10). Ele também promete a libertação de quaisquer jugos:"Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres" (Jo 8.36).

domingo, 5 de fevereiro de 2012

Alegria



Salmos 40:16a -> Que fiquem alegres e contentes todos os que te adoram!
Contentes e alegres! Pessoas que adoram a Deus ficam e são alegres e contentes! Que bom! Isso se cumpre em nossas vidas, não é?!
Falta alegria para você? Você não fica contente com nada? Deus pode mudar essa situação e te abençoar se você fizer algo para Ele!
Fazer algo?! Sim, fazer algo! Deus espera que nós sejamos adoradores dEle. Pessoas que O adorem em espírito e em verdade, é isso o que Ele busca (Jo 4:23). Pessoas que exaltem Suas qualidades. Que dêem glórias a Ele pelo o que Ele é, e graças a Ele pelo o que Ele faz. Verdadeiros adoradores que esparramam seus corações no chão e se declaram para o seu Deus. Filhos que o exaltam e o adoram na boca e no coração.
Verdadeiros adoradores! — Deus busca isso! E por que não ser você um deles? Será que porque você é grande ou pequeno demais?! Ou será que porque você é jovem ou velho demais?! Deus não leva em conta sua idade, seu status, seus bens, etc. Deus quer você! Deus ama você!
Adorar a Deus alegra o teu coração porque primeiramente alegra o dEle!
Há várias formas de adoração, desde um simples agradecimento até um “glória a Deus” bem alto no meio de uma
multidão. Desconsidere o “até” porque não há limites para adorar a Deus e nem limites de formas e maneiras de adorá-lo. Deus é Espírito e importa que aqueles que o adorem, o adorem em espírito e em verdade (Jo 4:24).
Adorar em espírito?! Sim, adorar em espírito! Isso é, em uma mesma ligação. Compreende?!
Deus busca aqueles que O adorem de verdade, ligados a Ele pela comunhão que provém de Cristo, pois Ele é o único Caminho; é aquele (e o único) que nos une com Deus!
Servos fiéis, que buscam a vontade do Pai em primeiro lugar em suas vidas, alegram muito o coração do Senhor. Porque a primeira alegria tem que estar em Deus. Se Deus está alegre contigo, Ele te torna alegre por conseguinte.
Satisfazer o Senhor é uma forma de adorá-lo. Agradecê-lo também é. Um coração agradecido move a mão de Deus. Esse coração pode muito em seus efeitos. Pois, agradecer o Senhor é na verdade reconhecer o que Ele fez e conquistou por ti. Se você já aceitou Cristo, busque saber mais sobre os seus direitos, pois Cristo, em Sua morte, conquistou muitas coisas para você, além da tua salvação eterna. Há também promessas naBíblia que devem se cumprir em tua vida, por isso, comece hoje a tornar mais conhecimento sobre o que lhe pertence, pois vivendo o que Deus providenciou para você, você se tornará uma pessoa realmente feliz e alegre, além de fazer o Senhor feliz e alegre contigo também.
Deus não quer só tua obediência a Palavra dEle, nem só os louvores que você rende a Ele, mas quer também que você conheça e valorize de verdade o que Jesus fez por ti na cruz. O maior bem de Deus foi dado por você, agora viva dando o teu maior bem para Ele: tua vida.
Deus te ama! Se falou contigo por meio da mensagem, não tarde em fazer o que Ele quer que você faça! Busque também saber mais sobre o Senhor e sobre a Sua Palavra! Deus tem algo grande para a tua vida, basta você receber e viver a perfeita vontade do Senhor!
Que Deus lhe abençoe em o Nome de Jesus! Amém!
Glórias sejam dadas à Deus Pai, Filho e Espírito Santo para todo sempre! Amém!
Pois foi Ele quem me inspirou a escrever este texto!!
Evangelista Lucas B. Gusmão
Blog: http://deusmensagem.blogspot.com

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

A Sexta-Feira da Paixão



A Sexta-Feira da Paixão foi o dia em que se rasgou o véu do templo em Jerusalém: "Eis que o véu do santuário se rasgou em duas partes de alto a baixo..." (Mt 27.51). Em 1 Coríntios 11.26 está escrito: "...anunciais a morte do Senhor, até que ele venha." Mesmo que os sofrimentos de Jesus Cristo e Sua morte na cruz sejam o centro das pregações nas igrejas nestes dias da Páscoa, quando não se inclui o final do versículo, "...até que ele venha", isso é somente tradição cristã sem esperança viva.
Quando Jesus estava dependurado na cruz, cheio de dores, carregando os seus e os meus pecados, no momento de Sua morte, o véu do templo rasgou-se de cima a baixo. Tão inimaginável quanto foi o véu abrir-se sozinho e rasgar-se em duas partes, também será extraordinária a volta do Senhor. Quando Jesus, naquela ocasião, passou da vida para a morte, pela Sua morte Ele abriu esse véu do templo. Posteriormente Ele próprio entrou no Santo dos Santos: "Porque Cristo não entrou em santuário feito por mãos..., porém no mesmo céu, para comparecer, agora, por nós, diante de Deus" (Hb 9.24). Quando Ele disse triunfalmente "Está consumado!" (Jo 19.30), e por último gritou em alta voz: "Pai, nas tuas mãos entrego o meu espírito!" (Lc 23.46), o véu do templo rasgou-se em duas partes (v.45). Ao comemorarmos a Sexta-Feira da Paixão e a Páscoa, deveríamos prestar atenção também no véu, na cortina do santuário!
Permitam-me comparar figuradamente o que aconteceu no Calvário com a volta de Jesus Cristo, mesmo que a seqüência dos fatos seja invertida. A volta de Jesus – quem sabe quão breve – terá seu início com um alto brado: "Porquanto o Senhor mesmo, dada a sua palavra de ordem... descerá dos céus..." (1 Ts 4.16). Deveríamos ter sempre em mente esses dois contrastes – a morte de Jesus e Sua volta. Pois então vemos, por um lado, o acesso aberto ao Santo dos Santos, onde Jesus entrou, e, por outro lado, figuradamente falando, parece que o véu move-se novamente porque Ele está retornando. Parece que Jesus se prepara para Sua volta. Ele descerá dos céus dada a Sua palavra de ordem, ao ressoar da trombeta. O sumo sacerdote no Antigo Testamento tinha pequenas campainhas na bainha de suas vestes: "...para que se ouça seu sonido, quando entrar no santuário diante do Senhor e quando sair..." (Êx 28.35). Parece que o sonido das campainhas já se faz ouvir detrás da cortina: "Ele vem! Ele virá em breve!" Se você prestar atenção à Bíblia, se você ficar atento à Palavra Profética, pressentirá que Sua volta está próxima!
Deus deu a Seus filhos o encargo: "...anunciais a morte do Senhor...", e isso sempre tendo diante dos olhos Sua volta: "...até que ele venha." Como podemos fazer isso? Principalmente através de nossa maneira de viver.
O véu que se rasgou no templo é uma ilustração do acesso ao Lugar Santíssimo pelo sangue de Jesus. Assim somos exortados a repensar nossas convicções. Vivemos realmente no Santo dos Santos? Ou nos encontramos do lado de fora do véu? Se considerarmos essa situação, as palavras de Filipenses 3.20 tornam-se muito esclarecedoras: "Pois a nossa pátria está nos céus, de onde também aguardamos o Salvador, o Senhor Jesus Cristo." Mesmo vivendo nesta terra, deveríamos viver como se estivéssemos detrás do véu, dentro do Lugar Santíssimo. Isso é viver na pátria celestial, isso é viver na luz!

domingo, 29 de janeiro de 2012

O matrimônio e a família no sufoco anticristão



O matrimônio e a família no sufoco anticristão

Quantos pais cristãos gemem hoje em dia sob a pressão maciça de nossa sociedade! Educação anti-autoritária ainda é "in", apesar de qualquer pessoa sóbria reconhecer que essa semeadura traz frutos assustadores. A reivindicação por "democracia" no casamento e na família está dentro das tendências da época, mas se encontra em oposição à ordem divina. Se o homem é o cabeça da mulher conforme 1 Coríntios 11.3, é lógico que ele é também o cabeça de toda a família. Mesmo que as feministas continuem cuspindo fel sobre o patriarcado e afirmem cada vez mais que o mesmo está definitivamente superado, isso nada muda na ordem divina, que é e continuará a ser um imperativo para nós, cristãos. Através de um estilo "democrático" de viver em família, a autoridade natural, que Deus deu ao homem, é ignorada. Mas ai do homem que abusa dessa autoridade e se aproveita de sua posição de liderança usando da força bruta! Um déspota desses, que procura elevar sua auto-estima com extravagâncias ditatoriais, que oprime sua esposa e seus filhos, esquece que o próprio Senhor é o cabeça da família!
Deus quer o melhor para nós; com Suas ordens Ele pensou em nosso bem! O patriarcado bíblico é uma instituição maravilhosa, pois pode ser uma fonte de alegria e de vida abundante. Mas Satanás soube muito bem como espalhar suas sementes venenosas bem dentro do paraíso que é a família – e o faz inclusive nas famílias cristãs. Cônjuges são separados uns dos outros pelas tendências da sociedade – pensemos apenas no alvoroço em torno da auto-realização. A educação dos filhos é solapada pelo que aprendem na rua ou na escola – quem não participa de tudo é um excluído. Mas não fiquemos inseguros, porém firmemo-nos em princípios bíblicos, mesmo que para isso tenhamos de nadar contra a correnteza. E como podemos fazê-lo? Resposta: "Não por força nem por poder, mas pelo meu Espírito, diz o Senhor dos Exércitos."
A atual pedagogia, alheia à existência de Deus, humanística e anti-autoritária, levou os jovens a uma postura desafiadora e rebelde contra toda e qualquer autoridade. E isto deve ser debitado na conta de nós, adultos, nós que negligenciamos os princípios de Deus. Se deixarmos as coisas tomarem seu prórpio rumo, dirigimo-nos ao ponto que é descrito por Isaías 3.4 da seguinte maneira: "Dar-lhes-ei meninos por príncipes, e crianças governarão sobre eles." O espírito de desrespeito, de chantagem, destruição e violência atinge mais e mais também os nossos filhos. E eles são, por sua vez, vítimas, por lhes faltarem os exemplos e os valores tão fundamentais para suas vidas. E isto representa uma clara acusação para nós, pais cristãos, pois exatamente nós é que deveríamos ser exemplos, segundo a vontade de Deus. Para uma educação no temor do Senhor é preciso ensinar aos filhos a auto-disciplina e não negligenciar o castigo. "O que retém a vara aborrece a seu filho, mas o que o ama, cedo o discipilna" (Pv 13.24). Disciplina bíblica é muito difícil de ser praticada em nossos dias, mas realmente promete bons frutos no futuro!
O 6º capítulo de Deuteronômio nos revela de modo maravilhoso a pedagogia divina (lendo-o, você vai entender por quê). Transpondo para os dias de hoje, isso pode nos ensinar resumidamente o seguinte: quando seu filho lhe pergunta (e ele pode e deve perguntar!): "Pai, porque você quer que seja assim e não de outro jeito?", então responda-lhe: "Porque Deus quer assim." Com isso, seu filho não apenas terá respeito por você, mas aprenderá também o temor do Senhor. E é isto o que faz tanta falta hoje em dia! Pais: disciplina orientada pela Bíblia, disciplina que deve ser justa e sincera tem maravilhosas promessas e não faz com que as crianças se aborreçam da casa paterna. Mas como será possível, como cabeça da família, ao mesmo tempo exercer a auto-disciplina e manter a autoridade? Também aqui a resposta é: "Não por força nem por poder, mas pelo meu Espírito, diz o Senhor dos Exércitos."

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Surpreendido Pela Morte


Surpreendido Pela Morte

Markus Steiger
Para o jogador de futebol Marc-Vivien Foe (28 anos) da Seleção Nacional de Camarões, 26 de junho de 2003 era um dia especial em sua vida. Ele e seus companheiros iriam jogar contra a Colômbia a possibilidade de disputar a final da Copa das Confederações. Era também um dia especial para sua esposa e sua família, que esperavam ansiosos pelo jogo, num estádio superlotado. Naturalmente todos esperavam por uma vitória do seu time e um bom desempenho de Marc-Vivien. Ele se preparara intensivamente para o torneio e como todos os outros jogadores tratou de estar em excelente forma física.
O apito do juiz iniciou o jogo às 13:00h em Lyon, França. O time de Marc-Vivien jogava bem e aos nove minutos fez um gol que garantia sua colocação na final contra a França.
Então aconteceu o inesperado. Aos 28 minutos do segundo tempo, sem nenhum motivo aparente, Marc-Vivien caiu, no momento em que voltava para ajudar na marcação. Nenhum dos seus adversários o havia tocado, nem mesmo um dos jogadores da sua seleção. Com os olhos virados ele permanece estirado no chão! Chocados, os outros jogadores dão sinal ao departamento médico para fazer o atendimento. Ainda em campo foi atendido pelo médico do time colombiano, Hector Cruz, que tentou “reanimá-lo”. Depois disso, na beira do campo, outros médicos tentam, sem sucesso, por mais 40 minutos. Marc-Vivien não reagiu a nenhuma tentativa de reavivamento e morreu, ali, no gramado, diante dos espectadores e das câmeras de televisão.
Que tragédia dolorosa! Sua esposa e sua família são obrigadas a assistir tudo sem poder fazer nada! Da mesma forma que seus colegas, que nem puderam se alegrar pela vitória e até pensaram na possibilidade de desistir da final. O presidente da Fifa, Joseph Blatter, lamentou: “A família futebolística está abalada por este trágico acontecimento”.

A Bíblia é muito clara em relação à morte. Em Hebreus 9.27 está escrito: “E, assim como aos homens está ordenado morrerem uma só vez, vindo depois disto, o juízo...”. Cada ser humano vai morrer algum dia. A morte é uma realidade com a qual somos confrontados diariamente através das notícias nos jornais e na televisão. A pergunta importante é: estamos preparados para a morte, e para o que vem depois? Assim como o jogador se prepara para o torneio, treinando diariamente, e cada um de nós se prepara para as exigências da vida; como tem sido em relação à morte?
Se achamos que com a morte tudo acaba, estamos enganados. Não é o “nada” que nos espera, ou uma vida em outra forma como muitas religiões e filosofias nos querem fazer acreditar. Não, o que nos espera é o julgamento, isto quer dizer, vamos ter que prestar contas na presença de Deus sobre como reagimos em relação ao Seu Filho nesta vida. Isto decidirá onde passaremos a eternidade: nos céus ou no inferno. E se não quisermos acreditar e não contamos com isso, seremos surpreendidos.
“Quando estiver velho, então me preocuparei com a vida depois da morte”, responde a maioria das pessoas quando perguntadas sobre isso. E Marc-Vivien? Vinte e oito anos é uma idade em que se conta com a morte? A morte o pegou de surpresa. Ele, sua família, seus colegas e o mundo inteiro, que assistiram boquiabertos pela televisão ou leram nos jornais. Nós também podemos ser pegos de surpresa. Antes de nossa morte teremos uma “última chance” de nos prepararmos? Ou nos acontecerá como ao jogador de futebol?
Em João 3.16-17 lemos: “Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. Porquanto Deus enviou o seu filho ao mundo, não para que julgasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele”. Aqui vemos o grande amor de Deus por cada pessoa. Deus enviou Seu próprio filho, Jesus Cristo, a esta terra, com o propósito de salvar o mundo. Ele quer nos salvar da perdição eterna, que é a conseqüência da nossa natureza pecadora.
Se preparar para a morte significa colocar sua vida com Deus em ordem. Para isso existe somente um caminho: aceitar a salvação que Jesus Cristo oferece através de Sua morte na cruz – “E não há salvação em nenhum outro; porque abaixo do céu não existe nenhum outro nome, dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos” (Atos 4.12). E em João 14.6 Jesus diz: “Eu sou o caminho, a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim”.Não deixe para mais tarde a sua decisão de onde você gostaria de passar a eternidade – com Ele na Glória ou longe dEle na perdição eterna. Dê este passo agora, hoje, e entregue sua vida para Ele. Ele lhe receberá com os braços abertos, lhe perdoará toda culpa e lhe dará vida eterna. Ele já lhe espera há tanto tempo!

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Paz em meio a Tempestade



"...E que, havendo feito a paz pelo sangue da sua cruz, por meio dele reconciliasse consigo mesmo todas as cousas, quer sobre a terra, quer nos céus." (Colossenses 1.20)
O mundo todo se encontra em oposição a Israel porque foi lá que Deus fez a paz através do sangue de Jesus Cristo na cruz do Calvário. Ele é a nossa paz! Essa é, em última análise, a razão por que o mundo rejeita Israel e diz não ao Filho de Deus que veio e que voltará, e diz não à paz que vem de Deus. Pois Jesus não é apenas a nossa paz, Ele também é a luz do mundo. Paz sem luz não existe. Em Jesus Cristo se reúnem a Palavra, a luz e a paz. Ele é a Palavra que se fez carne. Ele é a luz. Ele é a nossa paz. "Lâmpada para os meus pés é a tua palavra, e luz para os meus caminhos."
A Palavra nos ilumina e nos corrige, e é dessa maneira que conseguimos chegar à cruz do Calvário. É ali que, à luz da Palavra de Deus, através do sangue do Cordeiro, somos purificados de todos os nossos pecados, e assim a paz de Deus enche o nosso coração. Ao nosso redor, a tempestade continuará a rugir, mas em meio à fúria da tempestade podemos estar transbordantes da paz de Deus!

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Boxeador multi campeão ouve a voz de Deus durante sonho e resolve mudar de vida



Após um sonho em que afirma ter ouvido a voz de Deus, o boxeador filipino Manny Pacquiao, campeão mundial por dez vezes em oito categorias diferentes, afirmou que se sentiu nocauteado e resolveu se converter.
Manny relata que o sonho foi bastante objetivo: “Eu estava em uma bela floresta, quando uma luz resplandecente me iluminou e ouvi uma voz que dizia estas palavras ‘Filho, porque estas longe de mim?’ e acordei em lágrimas”, afirmou o boxeador em entrevista ao jornal Religion em Libertad.
Convencido de que levava uma vida desregrada e que precisava urgentemente mudar de vida, Manny se apressou em buscar uma nova vida: “No passado Deus havia falado com o seu povo através de sonhos. Então, fiquei convencido que realmente havia chegado o tempo de mudar de vida. Eu não mudei apenas porque eu quis, mas porque Deus me amava. Ser cristão significa reconhecer Deus como seu salvador. Sem Cristo, não haveria nada”.
O sonho, em Novembro de 2010, ocorreu após uma luta contra o mexicano Juan Manuel Márquez. Manny ressaltou em entrevista à ABS-CBN News que hoje ele sabe que se morresse antes de se converter, não teria salvação: “Se eu tivesse morrido no ano passado ou ha dois anos e tenho certeza de que acabaria no inferno”.
Agora, Manny Pacquiao se prepara para a próxima luta, contra Floyd Mayweather. A data da luta ainda não está certa (poderá ser Maio ou Junho), mas desde já, o boxeador convertido afirma que está orando pelo seu oponente, que em 2011 foi condenado a 87 dias de prisão depois de ser acusado de tentar estuprar sua ex-namorada: “Eu tenho orado para que Floyd possa superar os obstáculos da vida neste momento. Eu gostaria de partilhar com ele algumas palavras de Deus”, afirmou Manny.

domingo, 22 de janeiro de 2012

Fim do Mundo



O mundo vai acabar no dia 5 de maio de 2000?
No dia 5 de maio do ano 2000 acontecerá mais um raro espetáculo astronômico. Os planetas Saturno, Júpiter, Marte, Vênus e Mercúrio ficarão aproximadamente no mesmo alinhamento em que estarão também o Sol, a Lua e a Terra. Esse raro alinhamento dos planetas já está provocando diversas especulações. Na imprensa sensacionalista aparecem "especialistas" afirmando que ele causará enormes catástrofes sobre a terra... Cientistas sérios, entretanto, informam que, na verdade, os planetas não ficarão completamente alinhados, havendo diferenças de até 30 graus entre eles...
Em anos anteriores já houve alinhamentos semelhantes, sem que tenham ocorrido as catástrofes previstas. Por outro lado, tem havido épocas sem alinhamentos planetários em que aconteceram terríveis terremotos e desastres naturais impressionantes.
Entretanto, a Bíblia dá indicações de que haverá um tempo em que "os poderes dos céus serão abalados" (Mt 24.29). Esses acontecimentos se darão no final da Tribulação, pouco antes da volta de Jesus Cristo. Por isso, não se deve esperá-los para o ano 2000, já que ainda não vivemos no período da Tribulação. Desse modo, o conselho do profeta Jeremias parece ser mais realista e digno de ser seguido: "Assim diz o SENHOR: Não aprendais o caminho dos gentios, nem vos espanteis com os sinais dos céus, porque com eles os gentios se atemorizam" (Jr 10.2).[Topic]
Sem dúvida, esse comentário do boletim "Topic" está correto. Não temos motivo para dar demasiada atenção a certos sinais no céu ou mesmo para temer o fim do mundo. Pelo contrário, esperamos o Senhor Jesus Cristo para o arrebatamento da Sua Igreja. A seguir virá a Tribulação, e depois a volta do Senhor em grande poder e glória. A esse período é que estão relacionados os sinais nos céus, como lemos em Lucas 21.25: "Haverá sinais no sol, na lua e nas estrelas..." (Norbert Lieth)
Em primeiro lugar, é preciso considerar o contexto das passagens citadas. As palavras de Jesus em Mateus 24.29 são claras: "Logo em seguida à tribulação daqueles dias (Grande Tribulação), o sol escurecerá, a lua não dará a sua claridade, as estrelas cairão do firmamento, e os poderes dos céus serão abalados. Então, aparecerá no céu o sinal do Filho do Homem (Segunda Vinda)..." Portanto, é essencial ter uma clara noção da cronologia dos eventos dos tempos finais, para não confundir sua seqüência. Naturalmente alguns acontecimentos atuais são como que precursores desses eventos e nos dão uma noção antecipada do que está por vir. Thomas Ice e Timothy Demy explicam no livro A Verdade Sobre os Sinais dos Tempos:
A profecia bíblica está relacionada com um período depois do Arrebatamento (o período de sete anos da Tribulação). Porém, isto não quer dizer que durante a atual era da Igreja, Deus não esteja preparando o mundo para esse período futuro – na verdade, Ele está. Mas isto não é "cumprimento" específico de profecia bíblica. Portanto, mesmo que a profecia não esteja se cumprindo na nossa época, isto não quer dizer que não podemos identificar "tendências gerais" na atual preparação para a Tribulação vindoura, principalmente porque ela acontecerá logo depois do Arrebatamento... o que Deus está fazendo profeticamente nos nossos dias é preparando o mundo ou "montando o cenário" para a hora em que Ele começará Seu plano relacionado a Israel, que envolverá o cumprimento dos sinais e dos tempos...
As reações e comentários sobre o eclipse ocorrido em 11 de agosto de 1999 mostram quanta confusão existe a respeito. Em primeiro lugar, é preciso destacar que as especulações são baseadas em "profecias" de Nostradamus e outros adivinhos – e não na Bíblia! Entretanto, induzido pela mídia sensacionalista, o público em geral não percebe isso e, quando os acontecimentos preditos não se concretizam, fica decepcionado e é levado a pensar que nenhuma profecia merece crédito. Desse modo, as profecias bíblicas acabam sendo ridicularizadas e desprezadas, justamente quando deveriam ser mais estudadas e levadas a sério.
No novo milênio essas especulações e confusões só tendem a aumentar. Por isso, agora temos uma excelente oportunidade de oferecer esclarecimentos e orientações bíblicas a muitas pessoas que têm dúvidas e perguntas a respeito das profecias. (Ingo Haake)