segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

OBEDIÊNCIA



Qual será o fim daqueles que são desobedientes ao evangelho de Deus?
(1 Pedro 4:17).

OBEDIÊNCIA

Obediência não é uma característica popular hoje em dia. No curso da História, terríveis abusos têm sido cometidos para obtê-la. Forças políticas e ideológicas exigem obediência apenas para manipular as pessoas, que, por fim, reconhecem que foram enganadas. Isso faz com que a rejeição da autoridade se torne justificável.
Obediência também é algo incômodo para muitos. Ninguém gosta de ver sua vontade própria desconsiderada, nem de ser forçado a fazer o que os outros dizem. Portanto, estamos sempre correndo o risco de nos recusarmos a nos submeter às autoridades, caindo na rebelião. Quer seja na família, na vida profissional ou pública, a rebelião à autoridade torna a cooperação impossível. Isso significa que hoje a submissão é conseguida através de muitos argumentos e discussão. Somente o tempo dirá se isso é bom ou não.
Porém, existe Alguém que exige obediência absoluta e não abre mão de um milímetro de Sua autoridade: o Deus Todo-poderoso. Não podemos barganhar com Ele. Toda boca irá silenciar diante de Seu trono de julgamento. Entretanto, Ele é um Deus de graça, que não deseja que alguns se percam (2 Pedro 3:9); e, portanto, “anuncia agora a todos os homens, e em todo o lugar, que se arrependam” (Atos 17:30). Todos os que obedecem à Palavra de Deus revelada no evangelho, crendo no Redentor, Jesus Cristo, receberão herança na glória celestial. Já a porção dos que não obedecem a Deus será o juízo eterno. Esse é o testemunho da Bíblia, a Palavra de Deus.
“Qual será o fim daqueles que são desobedientes ao evangelho de Deus?” A resposta é clara: “Os rebeldes habitam em terra seca (Salmo 68:6), “serão lançados nas trevas exteriores; ali haverá pranto e ranger de dentes” (Mateus 8:12).